Details

Estudo da degradação térmica da guta-percha (1,4-trans-polisopreno) e de cones de guta-percha utilizados em endodontia

by Araújo Silva, João Batista

Abstract (Summary)
Cones de guta-percha são os materiais mais utilizados paraobturação de canais em endodontia. Eles são compostos de borracha de guta-percha (trans 1,4-poliisopreno), ZnO, BaSO4 e graxas ou resinas. Cromatografia de permeação em gel (GPC), espectroscopia na região de infravermelho (IV), ressonância magnética nuclear (RMN), espectroscopia de absorção atômica e análise termogravimétrica foram usadas na caracterização do polímero purificado e no estudo do envelhecimento in vitro e in vivo da guta-percha. A degradação térmica in vitro do polímero guta-percha purificado foi monitorado por espectroscopia de IV. O aumento das bandas devido a grupos hidroxilas (OH; 3430-3440 cm-1) e carbonilas (C=O; 1720-1730 cm-1) foram detectados, provavelmente devido a produtos de degradaçãotais como álcoois, ácidos carboxilicos, hidroperóxidos, aldeidos, cetonas, éteres e ésteres. Um decréscimo na banda de 840 cm-1 devido à quebra =C-H também foi detectado. O efeito de alguns componentes dos cones (ZnO, BaSO4 e graxas) na oxidação térmica in vitro do polímero guta-percha foi analisado por espectroscopia IV com a evolução das bandas de hidroxila, bandas de carbonila e decréscimo da banda de =C-H, assumindo como quebra da ligação dupla do isopreno. O tempo de indução (ti) e as constantes aparentes de velocidade para a degradação foram determinados. Os valores de ti para o polímero guta-percha foram menores do que o observado para a borracha natural (isômero-cis). A adição de ZnO ao filme de guta-percha antecipa o início da degradação, enquanto a adição de BaSO4 o retarda. A adição de cera não mudou o tempo de indução. O processo de envelhecimento in vivo do cone guta-percha foi monitorado por GPC após a extração dos cones durante o retratamento seguido pela separação do polímero remanescente. A massa molar do poliisopreno decresce com o tempo, mas em uma taxa lenta. No dente com cárie e infecção periapical, a diminuição na massa molar foi mais elevadado que no dente de raiz saudável. As análises de IV no envelhecimento in vivo da guta-percha mostrou a produção de grupos carbonilas e hidroxilas indicando que o processo é oxidativo. As análises 1H-RMN confirmaram a formação de hidriperóxidos durante o envelhecimento in vivo. Observou-setambém que ZnO contidos nos cones diminui com o tempo deenvelhecimento, devido ao contato com fluidos tissulares. Experimentos com cones não envelhecidos em contato com saliva artificial e água também mostraram a diminuição da massa do cone com o tempo devido a liberação de ZnO. Oito marcas de cones de guta-percha disponíveis no Brasil foramtambém caracterizadas. A composição média foi similar a outras marcas investigadas. O estudo de calorimetria exploratória diferencial (DSC) mostrou que o polímero guta-percha possui duas fases cristalinas (a e b). As mudanças na fase cristalina ocorrem durante o aquecimento térmico.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Luiz Gonzaga de França Lopes; Regina Célia Monteiro de Paula; alexandre augusto zaia; Regina Célia Reis Nunes; Judith Pessoa de Andrade Feitosa

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:infravermelho

ISBN:

Date of Publication:09/04/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.