Details

Estudo da estabilidade de nectar de manga (Mangifera indica L.) envasado em garrafas pet, comparados com envasados em embalagem cartonada e lata de aluminio

by Pedroso de, Ana Flavia

Abstract (Summary)
No presente trabalho, foi estudada a viabilidade do uso da garrafa PET termorresistente como embalagem para néctar de manga, através de ensaios de vida de prateleira comparativos com embalagem cartonada Tetra Brik Aseptic e lata de alumínio comercializadas atualmente, durante um período de 180 dias, com armazenamento sob temperatura ambiente. Néctar de manga comercializado em embalagem cartonada Tetra Brik Aseptic foi adicionado de ácido ascórbico e goma xantana e processado em um sistema composto por um tanque de alimentação com capacidade de 8l, dotado de pressurizador manual para transporte do fluido, e serpentina imersa em banho de água quente, para envase manual realizado à quente (75 OC) em garrafas PET termorresistentes, que foram fechadas e invertidas, e assim mantidas por 2 minutos, antes do resfriamento em água fria. Foi adotado o Planejamento Experimental Completo tipo 22 cujas variáveis independentes foram a concentração do ácido ascórbico (com adições de 14,75 à 85,25 mg/100ml) e goma xantana (com adições de 0,012 à 0,068%), com a finalidade de retardar a oxidação e obter uma viscosidade aceitável pelo consumidor. As análises foram efetuadas com uma freqüência de 45 dias (1 Q, 45Q, 90Q, 135Q e 180Q dia após o processamento). As respostas analisadas foram: ºBrix, acidez titulável, pH, viscosidade, b-carotenos, análises microbiológicas (contagem de bolores/leveduras, contagem total, termófilos e coliformes fecais), determinações do teor de Vitamina C e de Cor e avaliação sensorial. As análises de variância dos resultados indicaram que as condições de processo reais estudadas não influenciaram as características físico-químicas do néctar (ºBrix, acidez titulável, pH e viscosidade). Sob o aspecto microbiológico, foi verificada a eficiência do processo de pasteurização. Durante o período de armazenamento avaliado (180 dias), foi verificado que o produto com teores maiores que 50,0 mg/100mL de ácido ascórbico e teores intermediários de goma xantana (0,04%) resultou em maior aceitabilidade. Sensorialmente, os produtos apresentaram médias de aceitação próximas ou superiores a 7,0, para o atributo de aceitação global, situado na escala hedônica não estruturada, equivalente a "gostei muito" e "gostei moderadamente". Em relação à resposta de cor, até 90 dias, houve redução da Luminosidade (L) para todas as amostras e todos os tratamentos dos produtos em PET ficaram com valores de L próximos aos dos produtos em Tetra Brik Aseptic e lata, e depois deste período a L aumentou para estes produtos e manteve-se relativamente estável nos experimentos com garrafas de PET. Para a cromaticidade (a e b) o produto na lata de alumínio apresentou-se mais escuro, quando comparado com os demais, enquanto as amostras em PET contendo maiores teores de ácido ascórbico adicionados apresentaram menor escurecimento no decorrer do período analisado
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Roberto Herminio Moretti; Roberto Herminio Moretti [Orientador]; Helena Maria Andre Bolini Cardello; Leda Coltro; Nelson Horacio Pezoa Garcia

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Embalagens plasticas Vitaminas

ISBN:

Date of Publication:12/16/2003

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.