Details

Estudo da resistência a antimicrobianos em Lactobacillusdelbrueckii UFV H2b20 submetido a condições de estresse

by Ferreira, Alessandra Barbosa

Abstract (Summary)
A resistência a antimicrobianos e o efeito de peróxido de hidrogênio sobre o crescimento em Lactobacillus delbrueckii UFV H2b20 foram estudados. Os efeitos de choque térmico, choque ácido, exposição a sais biliares e presença de peróxido de hidrogênio sobre a resistência a antimicrobianos nesta bactéria também foram investigados. A determinação do modelo de resistência, pelo método de difusão em meio sólido, indicou que L. delbrueckii UFV H2b20 apresenta resistência a vancomicina, a alguns [Beta]-lactâmicos, a sulfametoxol, a aminoglicosídeos, a nitrofuranos, a quinolonas e a colistina e susceptibilidade moderada a cloranfenicol, a tetraciclina, a cefalotina, a ampicilina e a eritromicina. L. delbrueckii UFV H2b20 é capaz de crescer em altas concentrações de peróxido de hidrogênio e inibição completa do crescimento só foi observada com 70 µg mL-1. Os efeitos de condições de estresse sobre a resistência a antimicrobianos foram determinados pela comparação da Concentração Inibitória Mínima (CIM), realizada pelo método de microdiluição em meio líquido, de células submetidas e de não submetidas às condições de estresse citadas. O choque térmico provocou efeitos diversos sobre a resistência a aminoglicosídeos e a [Beta]-lactâmicos, diminuiu a resistência a nitrofuranos e a tetraciclina e não alterou a resistência a cloranfenicol e a espiramicina. O choque ácido também provocou efeitos diferentes sobre a resistência a aminoglicosídeos e a [Beta]-lactâmicos, diminuiu a resistência a nitrofuranos e a tetraciclina, não alterou a CIM de cloranfenicol e aumentou a resistência a espiramicina. A exposição das células de L. delbrueckii UFV H2b20 a sais biliares provocou diminuição da CIM de quase todos os antimicrobianos testados, exceto furazolidona, sulfametoxol e ácido nalidíxico, que não tiveram a resistência alterada até a concentração máxima testada. A presença de peróxido de hidrôgenio provocou efeitos diferentes sobre a resistência a aminoglicosídeos, diminuiu a resistência a nitrofuranos, a [Beta]-lactâmicos, a tetraciclina e a espiramicina e aumentou a resistência a cloranfenicol. Os resultados demonstram ampla diversidade nas respostas ao choque térmico, ao choque ácido e ao peróxido de hidrogênio e similaridade na resposta à exposição das células de L. delbrueckii UFV H2b20 a sais biliares.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Maria Aparecida Scatamburlo Moreira; Virgínia Maria Chaves Alves; Arnaldo Chaer Borges; Nélio José de Andrade; Celia Alencar de Moraes

School:Universidade Federal de Viçosa

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Resistência a antimicrobianos Condições ambientais

ISBN:

Date of Publication:02/22/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.