Details

Epidemiologia clínica e caracterização molecular de Pseudomonas aeruginosa multirresistente de hospitais de São Luis do Maranhão, região leste da Amazônia brasileira.

by de Souza, Rosângela Cipriano

Abstract (Summary)
A dinâmica das infecções hospitalares causadas por Pseudomonas aeruginosa em unidades hospitalares fechadas, e que se disseminam para outras unidades e para outros hospitais em um mesmo momento epidemiológico continua a ser um desafio no controle desta bactéria. O presente trabalho foi proposto para estudar aspectos deste problema. Seus objetivos foram: (1) identificar os fatores de risco para aquisição de P. aeruginosa multirresistente (MDRPA); (2) avaliar a colonização da bactéria em pacientes longamente internados; (3) caracterizar geneticamente isolados de surtos hospitalares causados por essa espécie bacteriana. Foram estudados isolados de P. aeruginosa obtidos de pacientes internados em sete hospitais da cidade de São Luís do Maranhão no período de junho de 2000 a junho de 2003. O resultado encontrado mostrou: (1) que o uso prévio de metronidazol, clindamicina, ventilação mecânica, nutrição enteral, hospitalização prévia por mais de 10 dias e tratamento clínico foram fatores independentes associados à aquisição de MDRPA por pacientes hospitalizados; (2) que um paciente durante seu longo período de internação apresentou vários isolados de P. aeruginosa, alguns significando reinfecções e outros; recidivas; (3) que foram identificados clones apresentando perfil de multirresistência circulando em diferentes hospitais, por vezes coexistindo numa mesma unidade. O clone dominante era carreador do gene de metalo-ß-lactamase blaSPM. Isolados de um mesmo clone mostraram mudança de seu perfil de sensibilidade ao longo do tempo. Portanto demonstramos que o clone de P. aeruginosa blaSPM, previamente identificado em outras regiões do país, também está presente no Maranhão. Pela primeira vez é mostrado que o uso prévio de clindamicina e metronidazol representa risco para aquisição de MDRPA. Também pela primeira vez no Brasil, utiliza-se a metodologia de eletroforese de campo pulsado para caracterizar infecções recorrentes de P. aeruginosa. O padrão de resistência COS (colistin-only-sensitive) é identificado em clones de P. aeruginosa circulando em hospitais da região estudada.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Ana Carolina Paulo Vicente; Verônica Viana Vieira

School:Faculdades Oswaldo Cruz

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Infecção Hospitalar Resistência Microbiana a Medicamentos

ISBN:

Date of Publication:10/31/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.