Details

?Enquanto a cura não vem?: análise das relações entre participação em um grupo de convivência e terapia anti- retroviral na qualidade de vida de pessoas soro positivos para HIV/Aids

by de Farias, Kleber Alves

Abstract (Summary)
Com o advento da descoberta dos medicamentos que atualmente compõem a Terapia Anti-retroviral (TARV), as preocupações relativas ao enfrentamento e ao convívio com a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids) e seu agente causador, o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), foram alteradas significativamente. Quando bem administrada, a TARV possibilita ao paciente um aumento na sobrevida e com bastante qualidade. O objetivo geral do estudo foi analisar as relações e os aspectos subjetivos, emergentes da participação em um grupo de convivência e do uso de medicamentos anti-retrovirais, na qualidade de vida de indivíduos soropositivos para HIV. O estudo teve, ainda, os objetivos específicos de formular uma sugestão de ações e posturas para a melhoria da QV e de identificar, nos sujeitos observados, aspectos psicossociais que se aproximassem ou se distanciassem de nossa sugestão. Foi realizado em duas etapas. Na primeira etapa, verificamos se a qualidade de vida, desses indivíduos, sofre algum tipo de influência - positiva ou negativa - pela participação em um grupo de convivência e uso de medicamentos anti-retrovirais. Como resultado, foi comprovada a existência destas influências por meio da aplicação do Instrumento de Avaliação da Qualidade de Vida da OMS ? (WHOQOL ? 100), em treze indivíduos voluntários pertencentes a um grupo de convivência de Brasília. Comprovamos, então, que a qualidade de vida dos indivíduos analisados é influenciada, ora de forma positiva, ora de forma negativa, pela participação no grupo e pelo uso dos medicamentos. Verificamos, também, que tais influências podem interferir diretamente nas decisões individuais ligadas ao tratamento, à busca de ajuda, à sexualidade e às crenças pessoais. Com os dados obtidos formulamos, então, nossa sugestão de ações e posturas para a melhoria da qualidade de vida de indivíduos com a mesma condição de saúde. Durante a segunda etapa da pesquisa, foram analisados os aspectos psicossociais e as relações e oriundas da participação no grupo e uso de medicamentos anti-retrovirais, na qualidade de vida de quatro voluntários, dois homens e duas mulheres. A análise foi feita a partir dos dados obtidos na aplicação de entrevista semi-estruturada, com questões fechadas e abertas e do confronto com nossa sugestão de ações e posturas para a melhoria da QV, formulada na primeira etapa de pesquisa. O estudo se justifica pela necessidade de propostas realistas e com base científica direcionadas à rotina diária de enfrentamento do HIV/Aids, pela experiência de trabalho com indivíduos que se encontram na condição de enfrentamento pessoal do mesmo e na busca e manutenção da qualidade de vida de cada um. O estudo sugere futuras investigações, com destaque para aquelas voltadas para o convívio em grupos de convivência e relacionamentos sexuais e afetivos entre indivíduos de sorologias diferentes para HIV
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Deise Matos do Amparo; José Eduardo Pandossio; Eliane Maria Fleury Seidl; Roberto Menezes de Oliveira

School:Universidade Católica de Brasília

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:anti-retrovirais adesão grupo de convivência qualidade vida vida; HIV (vírus);medicamentos PSICOLOGIA SOCIAL

ISBN:

Date of Publication:12/15/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.