Details

A Empregabilidade de um Grupo de Egressos do Curso de Graduação da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás

by de Sousa, Clarissa Irineu

Abstract (Summary)
O crescimento de cursos de Graduação em Enfermagem e conseqüentemente de egressos faz com que os enfermeiros estejam vivenciando um momento particularmente crítico tanto no campo da formação profissional como no mercado de trabalho Este estudo teve como objetivos: analisar os fatores determinantes na empregabilidade do grupo de egressos da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás (FEN/UFG) do ano de 2002; caracterizar os profissionais do grupo de egressos da FEN/UFG do ano de 2002; verificar a inserção do grupo de egressos da FEN/UFG do ano de 2002 no mercado de trabalho; identificar a busca pela educação continuada do grupo de egressos da FEN/UFG do ano de 2002 para o alcance da sua empregabilidade Pesquisa de natureza descritiva Os dados foram obtidos por meio de um questionário semi-estruturado enviado para 44 (100%) dos egressos que concluíram o curso de graduação no ano de 2002 e se dispuseram a participar mediante a garantia dos preceitos éticos por parte da pesquisadora Foram obtidos 41(93,2%) questionários constituindo a amostra do estudo As respostas foram analisadas com auxilio de um programa computadorizado que nos permitiu identificar freqüências e percentuais das variáveis As questões abertas foram categorizadas como o contexto da empregabilidade dos egressos do ano 2002 e distribuídas em: caracterização do grupo; o processo de formação profissional; a inserção no mercado de trabalho; a realidade do profissional e mercado de trabalho Os dados nos permitiram constatar que: é uma população jovem na faixa etária de 24 a 26 anos (68,3%); a maioria 40 (97,6%) é do sexo feminino e 28 (68,3%) são solteiros; concluíram a graduação em cinco anos; 61% consideram a formação boa e para 39% muito boa; 85,4% participaram de pesquisas e projetos de extensão além de atividades extracurriculares e eventos diversos; 63,4% cursou pós-graduação; a inserção no mercado ocorreu após um a três meses de formados 79,5% trabalham na área pública municipal no Programa de Saúde da Família por indicação ou concurso público com faixa salarial predominante de nove salários mínimos Quanto ao preparo para o mercado de trabalho: 80,5% sentiram-se preparados devido à formação acadêmica e oportunidades de educação continuada; 19,5% sentiram-se despreparados atribuindo ao choque de realidades entre o mundo escolar e do trabalho e não atualização em áreas específicas da enfermagem Quanto às contribuições sugerem cursos de pós-graduação oportunidades de educação continuada e pesquisas Foi possível considerar que na opinião dos egressos do ano de 2002 o curso de graduação oferecido pela FEN/UFG contribuiu na formação profissional de tais egressos, entretanto precisa convergir um pouco mais para a realidade do mercado de trabalho O estudo apresentou subsídios sobre a realidade na empregabilidade dos enfermeiros em Goiânia para discussões entre os docentes e aprimoramento do ensino na FEN/UFG e em outras universidades
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Ana Lucia Queiroz Bezerra

School:Universidade Federal de Goiás

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Enfermagem Mercado de Trabalho Educação Permanente Profissionais nível superior ? trabalho permanente ENFERMAGEM

ISBN:

Date of Publication:02/22/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.