Details

Efeitos do envelhecimento e da atividade física regular em índices da variabilidade da freqüência cardíaca e da arritmia sinusal respiratória de homens saudáveis.

by Melo, Ruth Caldeira

Abstract (Summary)
O presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos da idade e daatividade física regular sobre o controle autonômico da freqüência cardíaca (FC)durante o repouso e durante a manobra para acentuar a arritmia sinusal respiratória(MASR) em homens saudáveis. Participaram do presente estudo, 9 jovenssedentários (média= 22,67 ±2,45 anos), 16 jovens ativos (média= 22,38 ±2,13 anos),8 idosos sedentários (média= 63,5 ±2,39 anos) e 8 idosos ativos (média= 61 ±1,6anos). O traçado eletrocardiográfico foi registrado durante 15 minutos (repouso comrespiração espontânea), 4 minutos (MASR, com freqüência respiratória mantidaentre 5 a 6 ciclos/minuto) e 1 minuto de recuperação. A freqüência cardíaca (FC),em bpm, e os intervalos RR (iR-R), em ms, foram analisados pelo domínio do tempo(índice RMSSD) e pelo domínio da freqüência. Os componentes da potênciaespectral foram expressos em valores absolutos (a) e em unidades normalizadas(un) para a densidade total de potência (DTP), as bandas de baixa freqüência (BF),alta freqüência (AF) e razão BF/AF. A FC obtida durante a manobra MASR foianalisada a partir dos índices: razão expiração/inspiração dos iR-R (E/I) e de suavariação durante a inspiração-expiração (?IE). Os grupos ativos apresentaramvalores inferiores de FC de repouso em comparação aos controles sedentários demesma idade. O grupo idoso sedentário apresentou menor variabilidade davariabilidade da freqüência cardíaca (VFC), E/I e ?IE que o grupo jovem sedentário.O grupo idoso ativo mostrou valores superiores de RMSSD e da banda de HF emrelação ao grupo sedentário idoso (45,04 e 28,78 ms, 58.167 e 12.218 ms2/Hz,p<0,05; respectivamente). Diferenças estatísticas não foram encontradas entre ogrupo jovem ativo e idoso ativo para o RMSSD (61,71 e 45,04 ms, respectivamente)e para a VFC (DTP: 130.816 e 125.710, LFa: 33.295 e 32.611, HFa: 84.346 e58.167, ms2/Hz, respectivamente) e para os índices da ASR (E/I: 1,40 e 1,35, ?IE:23 e 18, respectivamente). Para os grupos sedentários foi observado correlaçãonegativa entre os índices DTP, AFa, E/I e ?IE e a idade (p<0,05), sendo que omesmo não pode ser observado nos grupos ativos. Os resultados sugerem que oenvelhecimento associado ao sedentarismo provoca reduções na VFC,representadas pela diminuição da atividade vagal sobre o coração, determinadatanto pela análise no domínio da freqüência como pelos índices da arritmia sinusalrespiratória. Entretanto, a atividade física regular aumenta a VFC,independentemente da idade, e atenua as alterações, decorrentes do processo deenvelhecimento, no controle autonômico da freqüência cardíaca.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Aparecida Maria Catai

School:Universidade Federal de São Carlos

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Fisiologia do exercício físico Variabilidade da freqüência cardíaca Arritmia sinusal respiratória Sistema nervoso autônomo Envelhecimento

ISBN:

Date of Publication:12/22/2004

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.