Details

Efeitos agudos do intervalo de recuperação entre as séries do exercício resistido no volume e na percepção subjetiva de esforço em mulheres jovens treinadas

by da Silva, Elke Oliveira

Abstract (Summary)
Objetivo: investigar os efeitos de três diferentes intervalos de recuperação (IR) entre as séries do exercício resistido (ER) sobre o número de repetições e a percepção subjetiva de esforço (PSE) em mulheres jovens treinadas. Participaram do estudo 30 voluntárias praticantes de ER no mínimo três vezes por semana, há pelo menos um ano. Métodos: foram realizadas três séries de supino horizontal (SH) e leg press 45º (LP) com a carga de 10RM e IR com um, dois e três minutos. Os exercícios foram realizados em dias diferentes, e o intervalo entre os testes foi de 72h a 96h. As repetições foram realizadas até a falha concêntrica. Imediatamente após cada série, a PSE foi avaliada verbalmente, e o número de repetições foi registrado. As diferenças entre os IR para o número de repetições e a PSE foram tratadas por meio de uma ANOVA de medidas repetidas 3 x 3 [intervalo (um, dois e três minutos) x séries (primeira, segunda e terceira)] para cada exercício. A interação entre exercício e IR, na determinação do número total de repetições, foi comparado por meio de uma ANOVA para medidas repetidas 2 x 3 [exercício (SH x LP) x Intervalo (1, 2, 3min)]. Quando as análises de variância indicavam diferenças significativas, comparações múltiplas com intervalo de confiança foram ajustadas pelo método de Bonferroni e foram utilizadas como post hoc. Resultados: o número de repetições diminuiu significativamente a cada série subseqüente com todos os IR nos dois exercícios. O volume total (soma do número de repetições nas três séries) aumentou significativamente à medida em que o IR foi aumentado e não demonstrou diferença significativa entre os exercícios. A PSE não foi significativamente diferente entre os IR, nem entre os exercícios, sendo os valores sempre próximos ao nível máximo de esforço. Conclusão: não foi possível manter o número de repetições ao longo de três séries de SH e LP com os três IR utilizados, indicando que os IR utilizados não foram suficientes para completa recuperação. Quanto maior o IR, maior o volume total do treinamento. A PSE foi máxima independente da duração do IR, provavelmente devido às repetições terem sido máximas, realizadas até a falha concêntrica.
Bibliographical Information:

Advisor:Jonatas de França Barros; Martim Francisco Bottaro Marques; Ricardo Jaco de Oliveira

School:Universidade de Brasília

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:exercício assistido fadiga muscular intervalo de recuperação percepção subjetiva esforço mulheres ciencias da saude

ISBN:

Date of Publication:02/28/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.