Details

Efeito do estresse hídrico sobre a composição química e atividade antimicrobiana do óleo essencial de três espécies de Leptospermum J. R. Forst amp; G.Forst (Myrtaceae)

by Magalhães, Cássia Gonçalves

Abstract (Summary)
O presente trabalho visou avaliar o efeito do estresse hídrico sobre o teor e a composição química do óleo essencial das espécies Leptospermum flavescens, L. madidum ssp sativum e L. petersonii cultivadas no município de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. São apresentados dados relativos à composição química dos óleos essenciais das folhas dessas espécies, além da composição do óleo essencial e dos voláteis liberados pelas flores de L. petersonii. A identificação dos compostos dos óleos essenciais foi feita empregando-se cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massa. Para a determinação dos voláteis das flores utilizou-se a técnica de headspace - microextração em fase sólida. As espécies de Leptospermum apresentaram padrões diferenciados na composição do óleo essencial. Observou-se que após a ocorrência de chuvas houve redução no teor do óleo essencial para L. madidum ssp sativum e um ligeiro aumento para as demais. O componente majoritário do óleo essencial de L. flavescens foi nerolidol (55,1 ± 3,4% na estiagem; 68,6 ± 1,8% no período chuvoso). Em L. madidum ssp sativum no período de estiagem, os componentes encontrados em maior proporção foram amp;#946;-pineno (18,5 ± 0,5%), amp;#945;-pineno (15,2 ± 0,7%), amp;#945;-humuleno (10,2 ± 0,2%), 1,8-cineol (7,1 ± 0,7%) e trans-cariofileno (5,8 ± 0,01%). Com a ocorrência de precipitação, as concentrações desses compostos foram alteradas, sendo amp;#945;-humuleno o componente majoritário (30,8 ± 1,2%), seguido de trans-cariofileno (11,9 ± 0,1%). Tanto no óleo essencial das flores quanto das folhas de L. petersonii os principais componentes foram citronelal, neral e geranial, sendo que nas flores as concentrações foram de 35,0 ± 0,5%, 16,5 ± 2,1% e 26,1 ± 0,3%, respectivamente. Nas folhas, as concentrações encontradas foram de 33,9 ± 0,8% na estação seca e 26,5 ± 1,0% na estação chuvosa para citronelal, 22,7 ± 0,7% e 23,5 ± 1,5% para neral, 29,8 ± 0,4% e 32,8 ± 0,5% para geranial. Os principais componentes encontrados nos voláteis liberados pelas flores de L. petersonii foram citronelal (27,4 ± 1,6%) e amp;#946;-citronelol (22,1 ± 3,6%). Observou-se que o efeito do estresse hídrico sobre o teor e a composição química dos óleos voláteis é diferente para cada uma das espécies. Avaliou-se a atividade dos óleos essenciais obtidos contra as bactérias Bacillus cereus, Staphylococcus aureus e Escherichia coli. Tanto o óleo de L. flavescens como o de L. madidum ssp sativum apresentaram atividade contra os dois primeiros microorganismos, porém foram ineficazes contra E. coli. O óleo de L. petersonii inibiu o crescimento de todos os microorganismos testados. Os resultados obtidos mostram que os óleos essenciais de Leptospermum podem ser uma alternativa no controle dessas bactérias que deterioram os alimentos.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Luiz Claudio de Almeida Barbosa; Celia Regina Alvares Maltha; Antônio Lelis Pinheiro; Robson Ricardo Teixeira; Antônio Jacinto Demuner

School:Universidade Federal de Viçosa

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Estresse hídrico Óleo essencial Composição

ISBN:

Date of Publication:06/13/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.