Details

Efeito da duração, repetição e intensidade do estresse sobre indicadores metabolicos em ratos

by Sampaio Barros, Marilia Mantovani

Abstract (Summary)
O objetivo deste trabalho foi avaliar a mobilização metabólica em ratos submetidos a 50-60 minutos de natação de acordo com três protocolos: no grupo A os ratos foram submetidos a uma sessão de 50 minutos de natação; no grupo B o tempo total de natação foi dividido emtrês sessões diárias de 5, 15 e 30 minutos e no grupo C os ratos foram submetidos a cinco sessões de natação de 5, 15, 30, 45 e 60 minutos. Os conteúdos de glicogênio (00) do figado e dos músculos sóleo e gastrocnêmio foram depletados nos três grupos experimentais, mas a glicemia (GA) foi aumentada significativamente apenas no grupo B. Concentrações séricas de lactato (L) foram maiores que os controles nos grupos A e B.Houve aumento significativo nas concentrações dos ácidos graxos livres (AGL) nos três grupos experimentais. Como a lipólise basal (LB) estava aumentada em adipócitos isolados do grupo B, o aumento plasmático dos níveis de AGL poderia ser conseqüência da estimulação da lipólise pela adrenalina e noradrenalina. Adipócitos isolados de ratos dos grupos A e B foram supersensíveis à adrenalina, entretanto os do grupo C não foram.Conclui-se, portanto, que após cinco sessões de natação as alterações nos marcadores metabólicos foram menos pronunciadas que após uma sessão de natação com duração similar e que três sessões de natação não foram suficientes para causar adaptação. Em outro experimento, avaliamos o efeito da temperatura da água sobre a mobilização metabólica, em ratos submetidos a três sessões de natação de 5, 15 e 30 minutos a 35°C ou a 18°C. Após a sessão de natação a 35°C os ratos mantiveram sua temperatura corporal comparados ao controle, entretanto os ratos que nadaram a 18°C mostraram hipotermia. As concentrações de GO no figado e nos músculos sóleo e gastrocnêmio foram depletadas nos ratos que nadaram a 35°C. Nestes ratos as concentrações de GA, L e AGL foram significativamente maiores que o controle. Nos ratos que nadaram a 18°C as concentrações de GO no músculo gastrocnêmio diminuíram e a glicemia não foi alterada em comparação ao controle. As concentrações de L e AGL foram significativamente maiores que o controle..e-também-foram..maiores.-do-.que--os.-rato~- que -nadaram -a -3:S°C. A LB foi aumentada em adipócitos isolados de ambos os grupos, assim como a sensibilidade à adrenalina. Em ratos submetidos à natação em baixa temperatura ocorre bloqueio da mobilização de carboidratos e do metabolismo aeróbio da glicose
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Regina Celia Spadari-Bratfisch; Dora Maria Grassi-Kassisse; Regina Celia Spadari-Bratfisch [Orientador]; Antonio Ari Gonçalves; Armindo Antonio Alves; Denise Vaz de Macedo; Jose Roberto Moreira de Azevedo; Miguel Arcanjo Areas

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:glicemia acidos graxos stress fisiologia

ISBN:

Date of Publication:05/16/2003

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.