Details

Desenvolvimento e aplicação de um banco de dados de freqüências alélicas de marcadores STR na análise genética das raças bovinas holandesa e simental (bos taurus)

by Rocha Barbosa, Cláudio Daniel

Abstract (Summary)
Uma bateria de 11 marcadores microssatélites (STR ? ?Short Tandem Repeats?) detectados através de PCR (reação de polimerase em cadeia) em sistema multiplex foi utilizada para analisar o polimorfismo de segmentos de DNA de bovinos. Amostras de sangue foram coletadas de animais criados na Região do Entorno do Distrito Federal, pertencentes às raças taurinas Holandesa e Simental (Bos taurus L.). Todos os marcadores STR são recomendados pela ISAG (International Society for Animal Genetics) para análise genética de bovinos. Os genótipos de cada um dos 11 locos STR (TGLA227; BM2113; TGLA53; ETH10; SPS115; TGLA126; TGLA 122; INRA23; ETH3; ETH225 e BM1824) foram obtidos simultaneamente em seqüenciador automático de DNA. Foram genotipados 99 indivíduos da raça Holandesa e 100 indivíduos da raça Simental. Os dados coletados foram utilizados para estimar a heterozigosidade observada e esperada nas amostras populacionais, identificando o número de alelos por loco e a proporção de locos polimórficos. Um banco de dados de freqüências alélicas em locos STR para estas duas raças bovinas foi construído, abrindo a possibilidade de estimativa de parâmetros genéticos para animais destas raças pertencentes ao rebanho brasileiro. O comportamento da bateria de marcadores STR foi avaliado quanto à possibilidade de diferenciação genética de animais das raças Holandesa e Simental, e de classificação racial de animais em uma ou outra raça com base nos genótipos observados em cada loco. O genótipo multiloco dos animais testados foi, neste caso, utilizado para estimar a probabilidade relativa de um indivíduo ser incluído em uma raça ou outra, tendo como referência a distribuição de freqüências alélicas de cada raça na identificação individual de bovinos. A variabilidade genética dos rebanhos também foi analisada. Os resultados obtidos indicam que a bateria de 11 marcadores é eficiente para a diferenciação genética das duas raça, bem como para a identificação individual de animais da raça Holandesa e Simental. A estimativa de Probabilidade de Identidade baseadas na utilização do multiplex de 11 locos para a raça Holandesa é menor do que 1,81 x 10-12. Para a raça Simental, a Probabilidade de Identidade é menor do que 1,56 x 10-10. A probabilidade de dois animais taurinos apresentarem o mesmo perfil multiloco com esta bateria de STRs é menor do que 1 em 156 bilhões. A estimativa de Probabilidade de Exclusão de paternidade para a raça Holandesa variou de 0,330 a 0,707 (média= 0,574), com valor combinado da bateria de locos estimado em 99,994052%. A estimativa de Probabilidade de Exclusão de paternidade para a raça Simental variou de 0,221 a 0,676 (média= 0,490), com valor combinado da bateria de locos estimado em 99,957415%. Ou seja, a probabilidade de um falso reprodutor ser excluído da possibilidade de ser o pai biológico de um produto com a bateria de locos analisados é próxima de 100%. A genotipagem de DNA bovino baseada no sistema multiplex de 11 locos microssatélites estudado demonstrou ser funcional e adequada para animais das raças Holandesa e Simental.
Bibliographical Information:

Advisor:Dario Grattapaglia; Alexandre Rodrigues Caetano; Marcio Elias Ferreira

School:Universidade Católica de Brasília

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:ciências biológicas bovino marcadores moleculares frequencias alelicas str endogamia

ISBN:

Date of Publication:10/31/2002

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.