Details

Desenvolvimento de um modelo experimental para Leishmaniose Tegumentar Americana utilizando Leishmania braziliensis

by de Moura, Tatiana Rodrigues

Abstract (Summary)
A Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) é uma doença endêmica no Brasil. No entanto, não existe um bom modelo experimental para o estudo da doença. Nosso objetivo foi desenvolver um modelo de infecção com L. braziliensis, o principal agente etiológico da LTA em nosso país, levando em consideração o inoculo de parasitas e o sítio de infecção. [MATERIAL E MÉTODOS] Camundongos BALB/c foram infectados com 105 Leishmania braziliensis (MHOM/BR/01/BA788), na derme da orelha. Os animais foram acompanhados durante 10 semanas para a avaliação do desenvolvimento da lesão e para a avaliação da resposta imune. [RESULTADOS] Observamos que a expansão parasitária foi acompanhada pelo desenvolvimento de uma lesão na derme da orelha, similar à observada em pacientes com LTA (lesão nodular e ulcerada no centro), a qual regrediu espontaneamente, como evidenciado pela presença de uma cicatriz. A análise histopatológica da orelha infectada mostrou a presença de, inicialmente, um infiltrado focal constituído por células mononucleares (linfócitos e monócitos), neutrófilos e poucos parasitas. No auge do desenvolvimento da lesão, havia predominância de macrófagos infectados os quais foram, em seguida, substituídos por um infiltrado inflamatório constituído por histiócitos, plasmócitos, neutrófilos e fibroblastos e pela ausência de parasitas. Os parasitas podem ser detectados no linfonodo regional, durante toda a infecção. A análise da expressão de quimiocinas no linfonodo regional mostra um aumento na expressão de quimiocinas recrutadoras de monócitos/macrófagos e neutrófilos Observamos também um aumento na expressão de IFN-?, IL-4, IL-5 e IL-10, tanto por células T CD4+ quanto por células T CD8+. Com a regressão da lesão, a expressão destas citocinas diminuiu. [CONCLUSÃO] A inoculação de L. braziliensis na derme da orelha de camundongos constitui um modelo de resistência devido ao desenvolvimento de uma resposta imune do tipo Th1. Contudo, nesse modelo, os parasitas são capazes de sobreviver no linfonodo regional de camundongos infectados apesar do desenvolvimento de uma resposta imune capaz de curar a lesão
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Patricia Sampaio Tavares Veras; Camila Indiani de Oliveira; Margarida Maria de Lima Pompeu

School:Universidade Federal da Bahia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Leishmaniose Tegumentar Americana American Tegumentary Leishmaniasis MEDICINA

ISBN:

Date of Publication:01/18/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.