Details

BIOACUMULAÇÃO DE METAIS PESADOS EM PLANTASNATIVAS A PARTIR DE SUAS DISPONIBILIDADES EMROCHAS E SEDIMENTOS: O EFEITO NA CADEIA TRÓFICA

by Correa, Tatiana Lopez

Abstract (Summary)
xxiAs altas concentrações naturais de metais pesados em um ecossistema podem oferecer efeitosnocivos à saúde humana e têm contribuído para a contaminação do meio ambiente. Por outro lado,algumas plantas foram naturalmente selecionadas para tolerância e até bioacumulação de elevadasconcentrações destes metais.O objetivo deste trabalho foi avaliar a possibilidade de tolerância diferencial a metais pesadosem populações de Pteris vittata L. (Pteridaceae) e Byrsonima variabilis A. Juss. (Malpighiaceae) emdois locais situados na região de Ouro Preto e Mariana e de descrever as possíveis variaçõesanatômicas em folhas de plantas sujeitas a concentrações diferentes de metais pesados,correlacionando essas variações estruturais a um maior ou menor grau de herbivoria causados porinsetos.As espécies selecionadas para este trabalho ocorrem nas encostas do ribeirão do Carmo(Mariana), próximo a uma área onde existe a presença de arsênio em grande quantidade e nas cangaslateríticas, ricas em ferro, alumínio e manganês pertencente à Universidade Federal de Ouro Preto.Foram coletadas 30 amostras de folhas de P. vittata e 30 de B. variabilis, metade em cada localde estudo. Além das amostras de plantas, também foram coletadas amostras de solo sob cada plantaamostrada, totalizando 60 amostras. Foram realizadas análises químicas em amostras de plantas e desolos e análises mineralógicas em oito amostras de solo representativas. Também, feitas medidas deherbivoria, arquitetura de planta, esclerofilia foliar e de anatomia foliar das espécies estudadas.As amostras de solo coletadas junto às populações de P. vittata são distintas das amostrascoletadas junto às populações de B. variabilis, tanto em Mariana quanto em Ouro Preto, indicando queestas espécies ocupam micro-habitats distintos. As análises químicas mostram que a maioria doselementos no solo se encontra em concentração adequadas para solos não contaminados como, solospara agricultura. Algumas amostras apresentaram concentrações baixas de nutrientes (Ca, Mg eoutros) e outros elementos em decorrência da lixiviação e outras apresentaram concentrações altas deFe, Cr, Ni, As, Bi, Cd, Sb, Th e V devido a fontes naturais na região de Mariana e Ouro Preto.Nas plantas, a maioria dos metais pesados foi encontrada em concentração adequada ànutrição destas, exceto o As em P. vittata e o Mn em B. variabilis, que foram encontrados emconcentrações acima do limite ótimo destes descritos na literatura para plantas em geral. Além disso,as concentrações de grande parte dos metais pesados nas plantas não refletem as concentraçõesencontradas nos solos, evidenciando a existência de mecanismos de tolerância, relacionadoseventualmente com absorção seletiva. De maneira geral, as duas espécies estudadas apresentaramíndices de bioacumulação de Cu, Zn, Ba e Sr altos. Também, B. variabilis apresentou um alto índicede bioacumulação de Mn e P. vittata de As, sugerindo uma grande eficiência em absorvê-los etranslocá-los às folhas em concentrações acima das encontradas nos solos.A taxa de danos causados por herbívoros em P. vittata foi muito baixo, confirmando ahipótese de menor acúmulo de insetos herbívoros ao longo do tempo evolutivo associados às plantasinferiores.Embora as duas populações de B. variabilis tenham apresentado composição químicasemelhante, a população de Mariana apresentou plantas mais vigorosas, evidenciadas pelascaracterísticas de arquitetura de planta, folhas menos atacadas por insetos herbívoros e menosesclerófilas do que a população de Ouro Preto.As plantas com maiores concentrações de Mn e maior espessura de cutícula no limbo foliar emB. variabilis foram menos atacadas por insetos herbívoros. Considerando a hipótese de que insetosespecialistas associados às plantas esclerófilas são capazes de superar as defesas mecânicas dessasplantas, apresentar uma cutícula espessa não é suficiente para barrar ou inibir a entrada desses insetos.Portanto, sugere-se a possibilidade da B. variabilis acumular manganês na cutícula foliar, tornandoesta defesa mais eficiente contra a herbivoria.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Jorge Carvalho de Lenna; Hermímio Arias Nalini Junior; Sérvio Pontes Ribeiro; Geraldo Wilson Fernandes

School:Universidade Federal de Ouro Prêto

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:metais pesados

ISBN:

Date of Publication:03/23/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.