Details

A INFLUÊNCIA DE FATORES NUTRICIONAIS NA RESPOSTA AO TESTE DE MONTENEGRO, EM INDIVÍDUOS VACINADOS ANTI LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA

by Araújo, Alexandra Paiva

Abstract (Summary)
A leishmaniose tegumentar americana (LTA) é uma doença crônica causada por espécies do gênero Leishmania e altamente prevalente em regiões tropicais e subtropicais do mundo. No Brasil, é considerada altamente endêmica, com uma incidência de 40.000 casos em 2002 (Desjeux, 2004). Uma vacina composta por promastigotas mortas de Leishmania (Leishmania) amazonensis foi desenvolvida por Mayrink e colaboradores e é, atualmente, uma das possibilidades que se tem para a prevenção da LTA. No entanto esta tem apresentado uma baixa imunogenicidade quando avaliada pelo Teste de Montenegro (TM), com aproximadamente 20 a 30% de não conversão do TM em indivíduos após vacinação.Vários fatores poderiam estar relacionados a esta baixa conversão do TM. Dentre estes, fatores nutricionais como os elementos traço (cobre, ferro, selênio e zinco) apresentam uma relação com a resposta imunológica, tanto pela necessidade destes para a proliferação e maturação das células do sistema imune, quanto da mudança de seus níveis séricos em processos inflamatórios e infecciosos.Diante destes dados e da não existência de estudos sobre a influência desses elementos traço na resposta imunológica humana induzida pela vacina anti-LTA, o objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre fatores nutricionais e a resposta ao TM em indivíduos vacinados anti-LTA.O estudo foi realizado em uma subamostra (n = 172) de um ensaio comunitário para avaliação da eficácia da vacina anti-LTA, na microrregião de Caratinga, Minas Gerais. Dois grupos foram selecionados para participarem deste ensaio experimental mascarado, a partir da resposta ao TM, definido por uma enduração maior ou igual a 5 mm, 48 horas após sua aplicação. Um grupo foi composto por indivíduos que apresentaram TM negativo (n = 97) e outro por indivíduos que apresentaram TM positivo (n = 75). De todos os participantes foram obtidos dados antropométricos e amostras sanguínea.A determinação dos níveis séricos de cobre, ferro e zinco foram realizadas por espectrometria de emissão por plasma indutivamente acoplado (ICP-OES) e o selênio por espectrometria de absorção atômica com gerador de hidretos acoplado ao sistema de injeção de fluxos (FI- HGAAS), as análises laboratoriais foram realizadas uma área limpa classe ISO 7 em capelas e módulos de fluxo laminar ISO 5, utilizando-se métodos validados.A partir dos dados laboratoriais os indivíduos foram divididos em grupos com níveis séricos baixos (G0), normais (GI) e elevados (GII) de cobre, ferro, selênio e zinco de acordo com seus valores de referência. Para fins de análise estatística o diâmetro do TM foi categorizado em negativo e o grupo do TM positivo foi subdividido em 5 a 8 mm; 8,1 a 9 mm; 9,1 a 12 mm e > 12,0 mm.O diâmetro do TM apresentou valores médios de 10,347 ± 4,64 mm (média ± DP) entre os indivíduos TM positivos. Os níveis séricos médios e o desvio padrão observados foram de 1.433,7 ± 665,7 µg/L para o cobre, 1.431,6 ± 791,5 µg/ L para o ferro, 88,6 ± 39,0 µg/ L para o selênio e 999,2 ± 366 µg/ L para o zinco.O log do diâmetro do TM foi significativamente maior (p=0,021) no GII (0,66 ± 0,53) para o selênio quando comparado ao GI (0,38 ± 0,51) e significativamente menor (p=0,033) para o GII do zinco (0,23 ± 0,43) em relação ao GI (0,48 ± 0,53). Já para o cobre e o ferro não foi observada diferença significativa do diâmetro do TM entre GI e GII. Quanto a avaliação dos níveis séricos dos elementos traços por quartis do diâmetro do TM somente o selênio apresentou uma relação significativa (p=0,019), com um aumento dos níveis séricos de selênio do terceiro ao quinto quartil.Níveis séricos elevados de zinco estão relacionados a uma baixa resposta a vacina anti-LTA, avaliada pelo Teste de Montenegro, ao contrário de cobre e ferro que não apresentaram associação com a resposta ao TM entre os indivíduos vacinados anti-LTA. Níveis séricos elevados de selênio estão associados a um maior diâmetro do TM, evidenciando uma melhor resposta imune celular induzida pela vacina anti-LTA.Este estudo indica a importância da suplementação com selênio em ensaios vacinais para a avaliação da imunogenicidade da vacina, avaliada pelo TM, além da necessidade de se ajustar análises de eficácia vacinal segundo os níveis séricos de selênio.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Maria Norma Mello; Luis Carlos Crocco Afonso; George Luiz Lins Machado Coelho

School:Universidade Federal de Ouro Prêto

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:leishmaniose teses 2 vacinas 3 elementos traços i universidade federal de ouro preto ii título protozoologia parasitos

ISBN:

Date of Publication:08/10/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.