Details

Da medicina não hospitalar ao hospital médico: uma leitura das análises de Michel Foucault sobre a história da medicina

by Souza, Washington Luis

Abstract (Summary)
Este estudo tem por objetivo, a partir da leitura da obra de Michel Foucault,apresentar a transição da medicina clássica (séculos XVII e XVIII) à medicinamoderna (séculos XIX e XX), como momento de ruptura, em oposição à tese daevolução teleológica proposta pela historiografia médica tradicional. No planoinstitucional, serão abordadas as dicotomias entre as práticas médicas e asinstituições hospitalares clássicas, situando o nascimento do hospital médicoterapêutico como um fato próprio da modernidade.Esta dissertação procura explicitar que a medicina clássica classificatória dasespécies patológicas, era um saber fundamentado na história natural e chegou aoseu limite no final da Idade Clássica, quando saberes originários da biologia, aexemplo da anatomia e da fisiologia, foram aplicados ao estudo das patologiascriando a medicina empírica moderna. A medicina moderna se constituiu como umsaber de outra ordem, com sujeito, objeto, conceitos e métodos absolutamentedistintos. Contudo, essa mutação não se deu em virtude do aperfeiçoamento dosconhecimentos e das práticas, mas por meio de estudos desenvolvidos fora docampo médico, alheios à intencionalidade da razão médica. Não se justificaria,portanto, pensar a história da medicina em termos de continuidade evolutiva,cabendo descrevê-la, ao contrário, como uma história descontínua e nãoprogressiva
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Salma Tannus Muchail

School:Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Medicina -- Filosofia

ISBN:

Date of Publication:04/07/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.