Details

Cultivo de variedades de Tagetes Erecta Linn na Chapada do Apodi (Ce), em diferentes densidades e época de plantio. Culture of varieties of specie Tagetes erecta in the Plated of Apodi, Limoeiro do Norte, Ceará, Brazil in different densities and time of plantation.

by Rocha Duarte, Rosa Lucia

Abstract (Summary)
A espécie Tagetes erecta Linn, vulgarmente conhecida como Tagetes, é nativa do México. Suas flores são cultivadas, colhidas e processadas numa importante escala industrial como fonte de alto valor de corante, da família dos carotenóides. A forma de utilização do Tagetes é como pétalas desidratadas e concentrados, que são usados como aditivos na alimentação para melhoria da pigmentação de pele e ovos de galinhas. Conduziu-se um experimento na Chapada do Apodi (CE), nos meses de junho, julho, agosto, setembro, outubro e novembro de 2003. O delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso em esquema fatorial (6x5x4), sendo seis épocas, cinco tipos (três híbridos e duas variedades) de Tagetes com quatro espaçamentos de plantio (0,10 m; 0,15 m; 0,20 m e 0,25 m) nas seguintes densidades de (200.000; 133.333; 100.000; 80.000), respectivamente, com três repetições por tratamento. A variedade V1 (híbrido F150011) foi em média a mais produtiva, com 25,47 t/ha. Em todas as épocas de plantio, o híbrido F150011 foi o que mostrou o maior número de flores por hectare e seguidas das variedades V4 (A5893 P) e V5 (A0861P) com o número de flores por hectare de (0,48 milhões de flores/ha e 0,53 milhões de flores/ha). A maior altura foi encontrada na variedade V2(F1 80447) com média de 88,92 cm. O híbrido F1 50011 obteve o maior diâmetro médio de flor (7,06 cm). Diante disso, constatou-se que, quanto menor o número de flores, maior o seu peso individual, com conseqüente maior produção de pétalas por flor. O híbrido F1 50011 foi superior sobre as demais com o maior número de flores/ha em todas as densidades de plantio estudadas. Verificou-se que na 5ª e 6ª época de plantio (período chuvoso) os espaçamentos 20cm e 25cm entre plantas, mostraram-se mais adequado para o híbrido F150011 (20,22 t/ha e 19,78 t/ha) e no período seco ( 1ª, 2ª e 3ª épocas) as maiores produções de flores, para a mesma variedade, foram obtidas nas densidades maiores (200.000 e 133.333 plantas/ha) nos espaçamentos 10 e 15 cm. Este trabalho objetivou avaliar, nas condições climáticas do semi-árido nordestino, diferentes variedades híbridas e de polinização aberta de Tagetes, em diferentes densidades e épocas de plantio, para obtenção de maior produtividade de flores.
Bibliographical Information:

Advisor:Vitor Hugo de Oliveira; Ebenezer de Oliveria Silva; Márcio Cleber de Medeiros Corrêa; Sebastião Medeiros Filho; Renato Innecco

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:fitotecnia tagetes produtividade flores marigold productivity flowers

ISBN:

Date of Publication:03/04/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.