Details

Cultivares de algodoeiro herbáceo submetidas à infestação natural de pragas

by Furtado, Roselayne Ferro

Abstract (Summary)
As cultivares de algodoeiro apresentam características morfológicas e químicas diferentes que podem influenciar a susceptibilidade às pragas. Neste contexto, esse trabalho teve o objetivo de comparar a suscetibilidade das cultivares de algodoeiro herbáceo BRS Antares, BRS 201, BRS Facual, BRS Ipê, BRS ITA 96 BRS Sucupira, CNPA 8H, CNPA ITA 90, CNPA Precoce 3 e DeltaOpal às pragas agrícolas, nas condições de Fortaleza, CE. No experimento em campo, o delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com três repetições para as plantas submetidas à infestação natural e uma repetição para as plantas com controle da infestação. Cada parcela constituiu-se de três linhas de três metros, sendo a área útil composta somente da linha central constituída por treze plantas. Para o monitoramento das pragas fez-se a cada sete dias observações em campo. Na Infestação por cochonilha (Planococcus sp.) e pulgão (Aphis gossypii) anotou-se o número de plantas infestadas quando essas apresentavam pelo menos uma colônia da espécie. Para o ataque de besouro-creme (Costalimaita ferruginea) anotou-se o número de plantas que apresentavam dano amp;#8805; 10% do número total de folhas. Na infestação por lagarta-rosada (Pectinophora gossypiella) anotou-se o número de plantas atacadas. Foram consideradas as seguintes características agronômicas: (a) altura de inserção do primeiro ramo frutífero, (b) número de nós até o primeiro ramo frutífero, (c) altura de plantas, (d) número de ramos frutíferos por planta, (e) número de capulhos por planta, (f) dias para abertura da primeira flor, (g) dias para abertura do primeiro capulho, (h) peso médio do capulho, (i) percentagem de fibra, (j) peso de 100 sementes, (l) precocidade da colheita e (m) produção. No experimento de casa-de-vegetação, plantas das dez cultivares foram infestadas após dezesseis dias de germinação com cinco pulgões adultos. A contagem do número de adultos/planta foi realizada após vinte e quatro horas de infestação e a segunda avaliação referente ao número de ninfas e de adultos/planta foi feita decorridos seis dias da instalação do experimento. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com dez tratamentos e seis repetições. As pragas cochonilha, pulgão e besouro-creme não demonstraram diferença na preferência das cultivares. A infestação pela lagarta-rosada foi maior nas cultivares: BRS Antares, CNPA Precoce 3 e DeltaOpal. Foram encontradas reduções significativas em relação ao controle para as seguintes características: altura de inserção do primeiro ramo frutífero, altura das plantas, produção, precocidade e peso médio dos capulhos. Considerando a infestação das pragas e o rendimento de fibra na produção total entre as plantas infestadas, verificou-se que a cultivar CNPA Precoce 3 e CNPA ITA 90 apresentaram valores inferior e superior às outras cultivares, respectivamente. Na infestação artificial feita com os pulgões, não houve diferença significativa entre as cultivares, as quais apresentaram em média 4,06 adultos após 24 horas de infestação, 7,76 e 62,91 ninfas e adultos após seis dias de infestação, respectivamente. Pode-se concluir que a CNPA ITA 90 foi a cultivar com melhor desempenho nesta pesquisa em frente à susceptibilidade às pragas.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Ervino Bleicher; Francisco das Chagas Vidal Neto; Fanuel Pereira da Silva

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Ciências Agrárias Insetos-praga

ISBN:

Date of Publication:03/17/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.