Details

Cordel: memória e comunicação em rede

by Brasil, Alexia Carvalho

Abstract (Summary)
Há pouco mais de cem anos eram impressos os primeiros ?folhetos de feira? no Brasil. Entre a tradição e a invenção se estendeu por partes do país uma rede de divulgadores do que veio a ser chamado cordel. A rede de cordéis, índice de memória e criação coletivas, se estendeu também no tempo. Sua oficina conheceu outras tecnologias de comunicação até a rede de computadores interconectados.O objetivo desta pesquisa é entender o cordel como uma solução de comunicação em rede e de memória compartilhada. Uma rede de produção que se dissemina através de poetas, cantadores, gráficos, editores, agentes, leitores e ouvintes. Papéis que podem ser permutados e sobrepostos em uma rede de trocas materiais e de informações. Saberes que circulam e permanecem através das práticas de cultura oral e até das constantes atualizações das tecnologias de comunicação. Os aspectos relacionados se imbricam e se revelam em uma rede de idéias. As idéias circulam embaladas em um material precário. Se idéias permanecem é pela recorrência operada pelas escolhas da capilaridade mais fina e numerosa da rede, em um processo de memória social.São distintas as linhas de investigação que tecem a pesquisa. A linha que concerne ao cordel e interroga-se sobre seu imaginário, sobre a forma de cartografar sua produção e observar suas práticas. A linha que inclui o cordel mas também corresponde ao acompanhamento e atualização das formas de comunicação em rede e suas mediações tecnológicas. Ainda, linhas mais gerais, referem-se aos problemas da comunicação, da representação do conhecimento e sua relação com os suportes da memória. Dentre as áreas teóricas e autores destacamos, sobre o cordel, Câmara Cascudo, Rute Terra, Geneviéve Bolleme e os estudos da cultura oral de Paul Zumthor, Jerusa Pires Ferreira, Gilmar de Carvalho. Da teoria das redes e teoria geral dos sistemas: Michel Serres, Pierre Rosentiehl e Jorge Vieira. Em metodologia de estudos de redes, redes de comunicação e cultura digital: Barry Wellman, Wasserman e Faust, e Rogério da Costa. Um coletivo de folhetos de cordel, catalogados durante a pesquisa, dá suporte à tese da rede de cordéis. Através de índices gravados na quarta capa são desenhados os mapas da rede de trocas. Dos temas, narrativas e imagens, fixados em folheto, se esboça a hipótese da rede de idéias. A estruturação da base de dados é em si uma experiência de estabelecer conexões mais que classificações excludentes. Para além desta experiência, entende-se como as idéias do cordel sobrevivem através das atualizações tecnológicas e conectam pessoas
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Rogerio da Costa Santos

School:Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:COMUNICACAO Cordel Rede social de comunicação Literatura cordel brasileira -- Historia e critica

ISBN:

Date of Publication:07/24/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.