Details

Chuva de sementes, banco de sementes e regeneração natural sob três espécies de início de sucessão em uma área restaurada em Iracemápolis (SP).

by Mascia Vieira, Daniela Cristine

Abstract (Summary)
O presente estudo teve como objetivos caracterizar a composição da regeneração natural, da chuva e do banco de sementes presentes sob a copa de três espécies de início de sucessão - Centrolobium tomentosum Guill. ex Benth. (Fabaceae), Cordia myxa L. (Boraginaceae) e Melia azedarach L. (Meliaceae) -, bem como avaliar as possíveis diferenças entre as comunidades que se formaram sob estas espécies. Tal estudo foi desenvolvido em uma área de mata restaurada, localizada no entorno da represa de abastecimento público do município de Iracemápolis (SP). Para tanto, foram marcados 15 indivíduos de cada espécie, sob os quais foram instalados dois coletores de sementes (1 m2 cada), de onde se coletou todos os propágulos depositados por um período de um ano, em coletas mensais. Sob cada um destes 45 indivíduos foi retirada uma amostra de solo (0,5 m x 0,5 m x 0,05 m), que foi posta a pleno sol, por oito semanas, para a avaliação da composição do banco de sementes. A regeneração natural foi avaliada na área de projeção das copas, em uma parcela circular de 2,5 m de raio, na qual se amostraram todos os indivíduos de espécies arbustivo-arbóreas de 0,3 m a 2,0 m de altura. A chuva de sementes sob M. azedarach apresentou-se com maior densidade e sob C. myxa com maior riqueza (p < 0,05). Igualmente, a maior densidade de emergentes do banco de sementes foi observada nas amostras sob M. azedarach e a maior riqueza foi observada sob C. myxa. Quanto à regeneração natural, as comunidades sob as três espécies diferenciaram-se em relação à diversidade de espécies, maior sob os indivíduos de M. azedarach, e à estrutura da comunidade, que se apresentou mais alta sob C. myxa (p < 0,05). A maior parte dos indivíduos e espécies amostradas, tanto na chuva quanto no banco e na regeneração natural, pertencem aos estágios iniciais da sucessão secundária, sendo que muitas, dentre as mais abundantes, são exóticas. As três espécies formam nichos de regeneração, permitindo a germinação e desenvolvimento de plântulas sob elas, influenciando, cada uma, na estrutura e composição das comunidades e contribuindo para a manutenção da diversidade. Por fim, alguns resultados obtidos através deste estudo são importantes para planejamento do monitoramento da área, o qual é fundamental para o emprego de medidas de intervenção, bem como para o entendimento da evolução da floresta que se forma.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Sergius Gandolfi; Sergius Gandolfi; Ricardo Ribeiro Rodrigues; Adriana de Fatima Rozza

School:Universidade de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:árvores florestais comunidades vegetais proteção ambiental recursos reflorestamento sementes

ISBN:

Date of Publication:05/28/2004

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.