Details

Biometria, germinação e crescimento inicial de desmanthus virgatus(L.) Willd., leguminosae sub-lenhosa nativa da caatinga com potencial forrageiro

by de Melo, Cynthia Waléria

Abstract (Summary)
Desmanthus virgatus (L.) Willd. é uma espécie subarbustiva nativa forrageira da Caatinga, Leguminosae-Mimosoideae. Coletaram-se frutos e sementes de uma população natural, na estação chuvosa, abril de 2003, no Sítio Riacho, localizado nomunicípio de Alagoinha-PE. Objetivou-se estudar biometria de frutos e sementes, germinação e crescimento inicial. Desenvolveram-se experimentos no Laboratório de Fisiologia Vegetal e casa de vegetação, UFPE. Foram medidos (cm) e pesados (g) os frutos e as sementes e quantificado o número de sementes por fruto. Realizaram-se testes de germinação com seis repetições de 25 sementes cada. Iniciou-se a contagem apartir do segundo dia, estendendo-se até o oitavo dia. Estudaram-se os efeitos da presença de luz branca e escuro contínuos em sementes escarificadas e controle, temperaturas (15, 20, 25, 30, 35, 40°C), embebição e armazenamento de sementes em recipientes de vidro e plástico durante doze meses. Avaliou-se percentagem, velocidade, tempo médio de germinação e velocidade de embebição. Acompanhou-se o crescimento de plântulas e plantas jovens cultivadas em casa de vegetação do 8º ao 90º dia de idade, na capacidade de campo 100%. Registrou-se comprimento das partes subterrânea e aérea, número de folhas, peso da matéria seca e alocação da biomassa. Os frutos apresentaram comprimento, largura e espessura, 63,1 x 3,4 x 1,04 mm, respectivamente, peso de 0,057 g, 9,01 sementes por fruto, e para as sementes, 3 x 2 x 2 mm, peso (g) de 0,0046 g. Comprovou-se fotoblastia neutra à 25°C, com percentagem de germinação variando de 74,6 a 100% nas escarificadas e 10 a 17% Os pontos cardeais de temperatura foram 15, 30 e 40°C na germinação. Obtiveram-se maiores percentuais de germinação nas temperaturas constantes de 25 e 30°C, com maior velocidade e menor tempo médio de germinação. O teste de embebição diferiu significativamente entre as sementes controle e escarificadas, ultrapassando 100% de embebição a partir de seis horas nas sementes escarificadas. A embalagem de vidro foi a melhor na manutenção daviabilidade das sementes de D. virgatus, atingindo de 92 a 100% de germinação. A relação raiz/caule se manteve 1:1. Dos oito aos 30 dias, o crescimento (cm) da parte subterrânea foi maior que a parte radicular, e aos 60 e 90 dias foi maior para a parteaérea, com maior número de folhas, o mesmo pode-se dizer para a alocação de biomassa. Dos oito aos 90 dias, a massa da matéria seca (g) das partes radicular e aérea diferiram significativamente entre si, aumentando três vezes na parte aérea aos 90 dias que aos 30 dias, e duas vezes na parte subterrânea
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Dilosa Carvalho de Alencar Barbosa

School:Universidade Federal de Pernambuco

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:germinação ANATOMIA VEGETAL

ISBN:

Date of Publication:05/24/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.