Details

Biologia e conservação de Neothraupis fasciata (aves: thraupidae) no cerrado do Brasil central

by Duca Soares, Charles Gladstone

Abstract (Summary)
Neothraupis fasciata é uma espécie de Passeriforme endêmico ou quase endêmico do Cerrado considerada quase ameaçada, deficiente de informações e dependente de planos para sua conservação. Informações a respeito de sua biologia são escassas, assim como sobre suas respostas a alterações ambientais e sobre a viabilidade das populações desta espécie. A proposta desse trabalho foi estudar atributos demográficos e da história de vida de N. fasciata na Estação Ecológica de Águas Emendadas, Brasil Central, levantando informações necessárias para a sua conservação e avaliação da viabilidade da população desta espécie na área de estudo. Através do monitoramento de ninhos em quatro estações reprodutivas consecutivas, definimos estimativas de diversos parâmetros da nidificação de N. fasciata, incluindo probabilidades de sobrevivência dos ninhos com base no protocolo de Mayfield (1961 e 1975). O tempo médio [± desvio padrão (DP)] de incubação (13,0 ± 0,7 dias) e o tempo médio (± DP) de cuidados com os filhotes (11,7 ± 1,4 dias), e o tamanho da ninhada (2 a 3 ovos) foram semelhantes ao descrito na literatura. O tamanho da ninhada variou significativamente entre os anos de amostragem. O principal fator de perdas de ninhadas de N. fasciata na área de estudo foi a predação. Outras ameaças que afetaram o sucesso reprodutivo foram parasitismo de filhotes por larvas de díptero (Philornis sp.) e parasitismo de ninhos por Molothrus bonariensis. Esses resultados corroboram com estudos que consideram a predação como a maior causa do baixo sucesso reprodutivo observado para diversas espécies de aves da região tropical. O sucesso reprodutivo foi estimado em 22,2 %. Algumas fêmeas fizeram mais de uma postura na mesma estação reprodutiva e estimativas de produtividade indicaram que 42,6 % das fêmeas produziram no mínimo um filhote por ano na área de estudo. A distribuição espacial e os aspectos demográficos da população de N. fasciata na ESECAE foram definidos através de marcação, recaptura e observação dos indivíduos. Nós coletamos dados através de censos e através do monitoramento dos bandos durante cinco semestres. O número médio (± DP) de indivíduos no bando foi de 3,4 (± 1,2) indivíduos e o tamanho médio dos territórios foi 3,7 (± 0,6) ha. A estrutura etária da população apresenta uma distribuição estável com maior proporção de indivíduos adultos. O tamanho da população na ESECAE foi estimado em 6.763 indivíduos e o tamanho populacional efetivo em 3.438 indivíduos. A densidade populacional média (± DP) foi de 1,1 (± 0,1) indiv./ha e não apresentou variação significativa durante o tempo desse estudo. A capacidade suporte na ESECAE para N. fasciata foi estimada em 6.646 indivíduos. As sobrevivências anuais foram estimadas em 76,6 % (±3,2) e 51,8 % (±39,5) para indivíduos adultos e jovens, respectivamente. As taxas anuais mínimas de sobrevivência foram 67,1 % (±2,8) e 48,7 % (±37,2) para adultos e jovens, respectivamente. Os valores de sobrevivência de N. fasciata na ESECAE são semelhantes aos de outras espécies da região tropical. Constatamos que fêmeas acima de dois anos reproduzem, mas não registramos machos com menos de três anos reproduzindo. A fecundidade anual média (± desvio padrão) das fêmeas de N. fasciata na população da ESECAE foi estimada em 0,309 (± 0,100) (no filhotes / no de fêmeas), com fêmeas adultas apresentando valores de fecundidade significativamente maiores que fêmeas subadultas. A baixa fecundidade observada para N. fasciata também corrobora com o descrito na literatura para Passeriformes da região tropical. Nesse estudo realizamos uma análise de viabilidade populacional e determinamos a opção de manejo mais adequada considerando custo e eficiência de cada estratégia de manejo para N. fasciata em reservas no Cerrado do Brasil central. Nós utilizamos o programa VORTEX para simular a habilidade de diferentes opções de manejo e avaliamos a relação custo-eficiência de cada estratégia sob restrições de um orçamento fixo. Os resultados demonstraram que a melhor estratégia para garantir a viabilidade das populações de N. fasciata é a utilização de protetores de ninhos e o controle de queimadas para aumentar a fecundidade. A quantidade de esforço que deve ser destinada a cada estratégia depende do tamanho da reserva e do orçamento disponível.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Regina Helena Ferraz Macedo; Roberto Brandão Cavalcanti; Maria Alice dos Santos Alves; Robert John Young; Miguel Angelo Marini

School:Universidade de Brasília

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Biologia Ave - Conservação

ISBN:

Date of Publication:04/17/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.