Details

Aspectos moleculares da imunidade de Lutzomyia longipalpis (Díptera:Psychodidae).

by Pitaluga, André Nóbrega

Abstract (Summary)
Os flebotomíneos são conhecidos pela transmissão da leishmaniose, porém transmitem também doenças ligadas a bactérias e vírus. Além disso, estes insetos entram em contato com diversos patógenos como fungos e helmintos. As defesas contra patógenos em flebotomíneos são quase totalmente desconhecidas. A principal via de infecção se dá pela alimentação sangüínea, sendo o intestino o primeiro órgão da resposta imune. Baseado nisso, o transcriptoma deste tecido foianalisado. Foram seqüenciados ESTs de 3 bibliotecas de cDNA, construídas a partir de tubos digestivos de fêmeas dissecadas 6 (6h) ou 72 horas (72h) após alimentação sangüínea e após 72horas de infecção com Leishmania chagasi (Inf). Dentre os genes encontrados vários são ligados ao processo de digestão e de defesa. A comparação entre as bibliotecas mostra aumento na quantidade de transcritos ligados à defesa em Inf (ex. defensina, serpina, PGRP) e a digestão em 6h (ex. tripsinas, V-ATPases e Kazal). Foram identificadas anteriormente duas formas de tripsina: Lltryp1, expressa entre 2 e 48 horas após a alimentação sangüínea e Lltryp2, constitutiva, porém reguladanegativamente durante a digestão. Lltryp1 é ausente no desenvolvimento e Lltryp2 é expressa principalmente a partir do estágio larval L3. V-ATPase também é modulada pela alimentação sangüínea. Após alimentação sua expressão aumenta até 48 horas decaindo após 72 horas e nasfases do desenvolvimento é crescente atingindo o máximo em pupa e machos. Dentre os transcritos envolvidos em defesa, um gene de defensina foi caracterizado. Aparentemente a defensina é modulada pela digestão sangüínea, com expressão aumentada nas primeiras horas e decaindo após 72 horas, não sendo detectada nas fases larvais iniciais. Na tentativa de silenciar genes relacionados à imunidade em células de L. longipalpis (LL5) utilizando o mecanismo de RNAi, foi identificado uma resposta antiviral inespecífica. A replicação de partículas virais do vírus do oeste do Nilo foi inibida pela transfecção de dsRNAs não relacionados ao vírus. Este tipo de resposta antiviral pode ter grande significância no controle da capacidade vetorial de arbovírus. Com todos estes dados, esperase aumentar o conhecimento sobre a imunidade destes vetores, comreflexos na compreensão das relações patógeno/vetor, identificação de possíveis alvos moleculares para o desenvolvimento de vacinas bloqueadoras de transmissão e no estudo da evolução dos sistemas imunes.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Yara Maria Traub-Cseko

School:Faculdades Oswaldo Cruz

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:BIOLOGIA MOLECULAR Etiquetas de Seqüências Expressas Adenosina Trifosfatases Animais

ISBN:

Date of Publication:12/10/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.