Details

Aprendizagem de discriminação operante em pombos (Columba livia) destelencefalados : implicações para o estudo da plasticidade neural

by Cerutti, Suzete Maria

Abstract (Summary)
A situação de discriminação operante fornece uma linha de base comportamental adequada para a análise de efeitos de lesão neural em mamíferos e aves. O substrato neural do comportamento discriminativo inclui funções integratlvas de sIstemas telencefálicos e subtelencefálicos. O presente trabalho teve como objetivo estudar o processo de aprendizagem e a capacidade de reorganização anátomo-funcional de estruturas subtelencefalálicas em pombos destelencefalados. Foram analisados pombos submetidos a ablação de estruturas telencefálicas e ao processo de aprendizagem de discriminação operante (Grupo LA), à cirurgia simulada e à aprendizagem (Grupo SA), pombos submetidos somente à aprendizagem (Grupo NA) e pombos não lesado-não treinados (NN). A análise da aprendizagem foi realizada pelo condicionamento da resposta de bicar o disco em esquemas de reforçamento alimentar, contingências de discriminação sucessiva e de reversão da discriminação. Nas condições de discriminação e de reversão da discriminação treinamento continuou até a estabilidade do comportamento. Após o término dos procedimentos experimentais todos os pombos foram sacrificados, os cérebros perfundidos e preparados de acordo com a técnica de Klüver & Barrera. Pombos dos grupo NN e LA foram usados para análises morfométricas, Pombos lesados e não treinados (Grupo LNA), e submetidos à cirurgia simulada e não treinados (LSA) foram submetidos as análises imonohistoquímicas da proteína ácida fibrilar glial (GFAP) e do neurofilamento (NF). A avaliação morfométrica e imunohistoquímica foi realizada no núcleo Rotundo (NRt) e Teto Óptico (TeO). Os resultados da análise comportamental demonstraram que os pombos lesados aprenderam a discriminação e necessitaram de um maior número de sessões para a aquisição e para a estabilidade do comportamento (p<0,05). Entretanto, não responderam diferencialmente a Vermelho e Amarelo na condição de reversão, evidenciando ausência de aprendizagem (p<0,05). A morfometria demonstrou uma desorganização estrutural no TeO e uma alteração no número de neurônios e de vasos no NRt de pombos LA (p< 0.05). A análise imunohistoquímica mostrou que os pombos LNA tiveram uma ativação astrocitária no TeO e no Nrt (p<0,02) e um aumento no número e/ou tamanho dos processos celulares imunorreativos ao GFAP (p<0,02). Uma diminuição na imunorreatividade ao neurofilamento, que caracteriza degeneração neuronal, também foi observado nos pombos LNA em comparação com os pombos LSA. Em conjunto, os dados demonstram que os sistemas telencefálicos não são essenciais para a aprendizagem de discriminação, mas teria funções na aquisição do condicionameno da resposta de bicar e no processo de aprendizagem de reversão da discriminação. Estruturas subtelencefálicas parecem ser importantes para a organização e armazenamento da aprendizagem. As evidências de mudanças anátomo-funcionais em células neuronais e em astrócito sugerem mecanismos correlacionados com aprendizagem e plasticidade neural em sistemas subtelencefálicos, longo tempo após a lesão.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Elenice A. de Moraes Ferrari; Gerson Chadi; Elenice A. de Moraes Ferrari [Orientador]; Carlos Alexandre Netto; Luis Roberto Giorgetti Britto; Francesco Langone; Luiz Marcellino de Oliveira

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Aprendizagem discriminatoria Lesão cerebral Neurologia

ISBN:

Date of Publication:05/26/1997

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.