Details

Analise genetica da capacidade de regeneração de plantas "in vitro" em tomate

by de Faria, Ricardo Tadeu

Abstract (Summary)
Com o objetivo de estudar o controle genético da regeneração de plantas "in vitro" em tomate. gen6tipos com alta e baixa capacidade deregeneração de plantas foram, identificados para um determinado meio de cultura. Para a indução de calos, o meio de cultura contendo os sais de Murashige & Skoog (MS) foi suplementado com 1 mg/l de AIA e 2,25 mg/l de BAPi para a regeneração de plantas adicionou-se 0,5 mg/l de AIA e 5mg/l de BAP. Como explante utilizaram-se segmentos de hípoc6tilo de plantas germinadas "in vitro", inoculados por 15 dias no meio de indução de calos e subcultivados a cada 30 dias em meio de regeneração por um per1odo de 2 meses. Após esse perlodo os calos foram. transferidos, por mais 30 dias, para meio MS sem fitorreguladores, para alongamento dasgema e crescimento dos "plantlets". o gen6tipo WV-700 (LvcopersiconDimDinellifolium) que apresentou uma alta capacidade de regeneraçãode plantas (927.),utilizado como doador de p6lem, foi cruzado com os gen6tipos de L. esculentum recalcitrantes' para esta caracter1stica: VFN-S(57.), Petomech(77.), Santa Rita(07.), além de dois gen6tipos da variedade cerasiforme: CNPH-OSO(S7.) e Red CherI'Y{S%). Os cultivares VFN-S e Santa Rita destinam-se ao consumo "in natura" e Petomech à indústria. A análise estatística dos dados, obtidos pela freqência de calosque regeneram (R), envolveu resultados das gerações F, F , cruzamentos 12 reciprocos, além de retrocruzamentos com os 5 genótipos que não regeneram plantas(NR). Os hlbridos F apresentaram alta capacidade de regeneração de plantas (75-907.). Com efeito de dominancia, não tendo sido observado diferenças nos cruzamentos recíprocos. A segregação na geração F foi pr6xima de 9:7 (R:NR) e nos retrocruzamentos próximo de1:3(R:NR), ambas não significativas ao nível de 5'%. no teste X2. Sugerindo, portanto, o envolvimento de dois genes dominantes com interação na expressão da regeneração. Esses resultados indicam que a transferência da capacidade de regeneração de genótipos selvagensPara variedades comerciais do tomateiro, deve ser relativamente fácil. já que essa característica é dominante e controlada qualitativamente
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Rolf Dieter Illg; Rolf Dieter Illg [Orientador]

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:tomate aspectos geneticos genetica vegetal

ISBN:

Date of Publication:09/11/1992

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.