Details

Analise do Impacto da Correção Cirúrgica na qualidade de vida de 26 pacientes com incontinência Urodinâmica de esforço

by Pinheiro, Raimundo César

Abstract (Summary)
A Incontinência Urodinâmica de Esforço é problema comum com impacto na qualidade de vida das pacientes. OBJETIVO:Comparar a qualidade de vida de 26 pacientes com incontinência urodinâmica de esforço antes e após a correção cirúrgica. A qualidade de vida foi avaliada com o Questionário de Impacto de Incontinência e o Inventário de Estresse Urogenital, formas reduzidas . CASUÍSTICA e MÉTODO:Durante o período de março de 2001 a dezembro de 2002 , quatorze pacientes foram submetidas à cirurgia de correção por técnica de sling vaginal e doze pacientes realizaram uretrocistopexia de Burch. RESULTADOS: Com um seguimento pós-operatório com mediana de nove meses (variação de quatro a 22 meses) observou-se uma taxa de cura objetiva em vinte e cinco pacientes (96,2%), taxa de cura subjetiva em dezessete pacientes (65,4%), tendo vinte e cinco pacientes (96,2%) relatado cura ou melhora.Observaram-se no pós-operatório três casos de urgência miccional , pacientes que realizaram cirurgia de Burch, duas pacientes com padrão miccional obstrutivo que haviam realizado cirurgia de sling e uma paciente que apresentou piora do quadro da incontinência. Quanto às características demográficas do grupo foram observadas:mediana de idade das pacientes de 56 anos (variação de 41 a 77 anos), índice de massa corpórea com mediana de 25 (variação de 20 a 34). A paridade variou de zero a oito partos vaginais com mediana de três partos. O tempo de internação variou de dois a quatro dias com mediana de três dias. No momento da alta hospitalar vinte e duas pacientes (84,6%) apresentaram resíduo urinário menor ou igual a 100ml. Quatro pacientes apresentaram volume residual urinário maior que 100ml, uma que realizou cirurgia de Burch e três que realizaram cirurgia de sling. A pressão de perda aos esforços no pré-operatório apresentou mediana de 95 cmH20 (variação de 40 a 140).No pós-operatório apresentou mediana de 150 cm H20 (variação de 60 a 213).O escore do Questionário de impacto de incontinência apresentou variação com significância estatística (p=0,00) entre o pré e pós-operatório (mediana de 50 com variação de 10 a 95 e mediana de zero com variação de zero a 81 respectivamente).O escore do inventário de estresse urogenital que no pré-operatório apresentou mediana de 53 (variação de 17 a 94), apresentou após a cirurgia mediana de seis (variação de 16 a 35), alteração com significância estatística (p=0,07).O coeficiente do escore do questionário de impacto de incontinência apresentou melhora excelente em vinte e três pacientes (88,5%), melhora moderada em uma paciente (3,8%) e piora em duas pacientes (7,7%). O coeficiente do escore do inventário de estresse urogenital apresentou melhora excelente em vinte e duas pacientes (84,6%), melhora moderada em duas pacientes (7,7%) e piora em duas pacientes (7,7%).CONCLUSÃO:Os resultados mostraram que os resultados objetivos nem sempre se correlacionam com os achados subjetivos e que os questionários de qualidade de vida são instrumentos válidos e importantes na avaliação e escolha terapêutica em pacientes com incontinência urodinâmica de esforço
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Francisco Sérgio Pinheiro Regadas; Francisco Manuelito Lima de Almeida; Ariel Gustavo Scafuri

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Incontinência Urinária - cirurgia Cirurgia de Sling Burch Qualidade Vida Perfil Impacto da Doença Procedimentos Cirúrgicos Urogenitais

ISBN:

Date of Publication:03/31/2004

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.