Details

Analise da expressão de proteinas da familia BCL-2 em linfomas não Hodgkin

by Alves da, Marcos Damião

Abstract (Summary)
Os Linfomas Não Hodgkin (LNH) são neoplasias originárias de linfócitos B e/ou T. A classificação histológica dessas doenças é complexa, sendo que há uma tendência em se agrupar os diferentes subtipos nas categorias de baixo, intermediário ou alto grau de malignidade segundo critérios clínicos. A proteína BCL-2 foi descoberta a partir de linfomas foliculares (baixo grau de malignidade) que apresentam a translocação t(14;I8) a qual aproxima seqüências promotoras do gene de cadeias pesadas de imunoglobulinas (1gH) ao gene de bcl-2 (B-Cell Lymphoma 2), tornando-a superexpressa nesses tumores. A proteína BCL-2 está envolvida na resistência a diversos agentes quimioterápicos e na regulação de apoptose. Sabe-se que células de vida longa em nosso organismo, como os linfócitos B de memória, neurônios, células que margeiam membranas basais, etc, apresentam bcl-2 superexpresso. Acredita-se que falhas no sistema de recombinação homóloga, no período em que a expressão de bcl-2 deve ser ativada em linfócitos de memória, sejam responsáveis tanto pela desregulação da apoptose e ciclo celular nos LNH, e ainda um passo inicial para a tumorigênese. Nós analisamos a expressão de algumas proteínas da família BCL-2, pró (BAX e BAK) ou anti-apoptóticas (BCL-2 e MCL-I) por imunohistoquímica em lâminas de tecido tumoral obtidas de uma série histórica de 128 casos de LNH atendidos no Hospital de Clínicas da UNICAMP com graus de malignidade baixo, intermediário e alto. Nossos resultados mostraram expressão da proteína BCL-2 em cerca de 55% dos casos nos LNH de alto grau, 85% nos LNH de grau intermediário e 90% nos LNH de baixo grau de malignidade. Houve uma maior percentagem de células positivas para a proteína BAX, sendo 94% para os casos de LNH de alto grau, 100% nos LNH de grau intermediário e 74% nos casos de LNH de baixo grau de malignidade. Para a proteína BA.K, observamos 88% de positividade para os casos de LNH de alto grau, 75% de positividade para os casos de LNH de grau intermediário e 95% nos LNH de baixo grau. A proteína MCL-1 apresentou os mais altos níveis de detecção, sendo que de todos os casos estudados, somente 3 casos de LNH de alto grau de malignidade foram negativos. Neste trabalho observamos a correlação entre os níveis de expressão das proteínas MCL-l e BAX (p=0,0028) e uma tendência de correlação entre BAX e BAK (p=0,063) nos LNH de alto grau de malignidade. A expressão de BCL-2 foi significativamente maior nos LNH de graus baixo e intermediário quando comparados aos LNH de alto grau de malignidade (x2=16,294 e p=0,001). A proteína BAX apresentou níveis de expressão semelhantes nos LNH de graus intermediário e alto, mas significativamente menor nos LNH de baixo grau de malignidade (p=0,02). Os dados inéditos deste trabalho, como a expressão aumentada de BAK e MCL-l em LNH, associados a dados já descritos na literatura como o aumento de expressão de BCL-2 e BAX, sugerem que a expressão aumentada de proteínas reguladoras do apoptose devem estar implicadas na etiopatogenia e fisiopatologia dessas neoplasias. Estudos de regulação gênica dessas proteínas poderão indicar diferenças entre elementos responsivos desses homólogos, relacionados ao controle da apoptose
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Sara Terezinha Olalla Saad; Sara Terezinha Olalla Saad [Orientador]; Maria de Lourdes Chauffaille; Jose Vassallo

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Linfoma não

ISBN:

Date of Publication:12/15/1999

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.